quarta-feira, 11 de junho de 2014

Pasta de dente natural com Óleos Essenciais


Já pensou em preparar sua própria pasta de dentes? Além de divertido você pode escolher ingredientes mais naturais para sua formulação, evitando assim, alguns compostos químicos encontrados nas pastas convencionais que entram para a lista de substâncias carcinogênicas como: lauril sulfato de sódio, triclosan, dietanolamina, corantes e aromatizantes artificiais.

As pastas de dentes naturais são fáceis de fazer e levam ingredientes fáceis de encontrar, veja os principais:


1 - Argila bentonita (verde) : usada como um abrasivo suave, contém argilominerais que ajudam o organismo a eliminar toxinas. Quando for preparar sua pasta de dente com argila sempre utilize recipientes de vidro ou cerâmica e colher ou espátula de madeira.

2 - Stevia: usada como adoçante natural. Pesquisas tem demonstrado que a Stevia possui propriedades de inibir o crescimento e reprodução das bactérias nocivas ao ambiente bucal, impedindo assim o aparecimento de cáries, tártaro,  sangramento e inflamações na gengiva.

3 - Xilitol: adoçante natural encontrado em frutas e vegetais, ele também é produzido no corpo como resultado do metabolismo da glicose. Ele é mais doce que a sacarose porém contem 40% menos calorias. É utilizado como substituto do açúcar em vários produtos para evitar o aparecimento de cáries dentárias (as bactérias bucais não conseguem se alimentar de xilitol) e danos ao esmalte do dente. Ele é tóxico para animais de estimação, deve-se manter fora do alcance deles.

4 - Óleo vegetal de coco: da consistência a pasta e é bactericida e anti-fúngico. Estas propriedades se dão por ele conter ácido caprílico (bactericida e anti-fúngico), ácido láurico (anti-inflamatório, bactericida e estimulante do sistema imunológico) e ácido mirístico (anti-inflamatório e emoliente).

5 -  Bicarbonato de sódio: usado como abrasivo suave ele neutraliza os ácidos formados pelas bactérias bucais, impedindo assim o aparecimento de mau hálito e cáries. Também auxilia no clareamento dos dentes.

6 - Sal marinho (moído bem fino): usado como abrasivo suave, neutraliza os ácidos formados pelas bactérias bucais, impedindo assim o aparecimento de mau hálito e cáries.

7 - Água deionizada: é uma água que passa pelo processo de remoção total dos íons presentes nela, através de resina catiônica e aniônica. Esta água tem sua carga elétrica neutralizada o que implica ser uma água livre de nitratos, cálcio, magnésio, cádmio, bário, chumbo. É uma água quimicamente pura, amplamente empregada nas indústrias química, farmacêutica e cosmética. No entanto, ela é facilmente contaminada por bactérias de baixo requerimento nutritivo como as gram-negativas não fermentativas, representadas pelo gênero Acinetobacter. Dentro deste gênero as bactérias mais conhecidas são: Bacterium anitratum, 
Herellea vaginicola, Micrococcus calcoaceticus e Moraxella lwoffii.

8- Óleos essenciais: além de adicionar sabor e aroma agradáveis a sua formulação, os óleos essenciais possuem propriedades bactericidas, anti-fúngicas, cicatrizantes, o que contribui para prevenir doenças bucais e manter o hálito sempre fresco.

Propriedades de alguns óleos essenciais:





Algumas combinações de OE's para sua pasta de dentes:







***Óleos essenciais não devem ser ingeridos, como vão na formulação da pasta, devem ser utilizados com cautela, principalmente quando forem empregados para crianças. Use sempre óleos essenciais de boa qualidade, de preferência grade terapêutica, puros. No caso de dúvidas procure um aromaterapeuta qualificado para auxiliar na formulação.
Mesmo em pequenas quantidades, gestantes, pessoas debilitadas e crianças abaixo dos 6 anos devem tomar cuidado com alguns OE's como: hortelã- pimenta, canela, erva doce e cravo. São OE's fortes que podem causar algum tipo de alergia.

***Caso não queira utilizar OE's em alguma situação, os extratos glicólicos ou tinturas de ervas funcionam muito bem como substitutos.


Receitas:

Método básico de preparo: Misture todos os ingredientes, deixando para o final apenas o OE e o xilitol ou stevia, até que forme uma pasta bem homogênea. Em seguida adicione o OE e o xilitol ou stevia. Estes devem ser adicionados aos poucos para poder provar e chegar ao grau de "doçura" e aroma adequados.

#1: Argila e Sal marinho

  • 4 colh (sopa) de argila
  • 3 colh (chá) de xilitol ou 1 colh (chá) de stevia
  • 1/4 colh (chá) de sal marinho moido finamente
  • 2 a 3 colh (sopa) de água
  • 20 gotas do OE escolhido ou blend

# 2: Óleo de coco, sal marinho e bicarbonato de sódio

  • 1/2 xíc (chá) de bicarbonato de sódio
  • 1 colh (chá) de sal marinho moído finamente
  • 3 colh (chá) de xilitol ou 1 colh (chá) de stevia
  • 1/2 xíc (chá) de óleo de coco, temperatura ambiente
  • 10 gotas do OE escolhido ou blend

# 3: Óleo de coco, argila e bicarbonato de sódio

  • 1/2 xíc (chá) de bicarbonato de sódio
  • 1 colh (sopa) de argila
  • 3 colh (chá) de xilitol ou 1 colh (chá) de stevia
  • 1/2 xíc (chá) de óleo de coco, temperatura ambiente
  • 20 gotas do OE escolhido ou blend

# 4: Argila, sal marinho e óleo de coco

  • 4 colh (sopa) de argila
  • 1/4 colh (chá) de sal marinho moído finamente
  • 3 colh (chá) de xilitol ou 1 colh (chá) de stevia
  • 1 colh (sopa) de água
  • 2 colh (sopa) de óleo de coco
  • 20 gotas do OE escolhido ou blend

**Conservar em recipientes de vidro, devidamente fechados.

**Todas as receitas são livres de flúor. A utilização tópica de flúor é necessária para a saúde bucal, no entanto somos expostos ao flúor diariamente pois ele é adicionado à água que ingerimos. como forma de prevenção contra a deficiência de flúor. Estas receitas são uma opção para quem quer algo mais natural e também não se sobrecarregar de flúor.
Caso você utilize água de torneira para formular, a própria água já contém flúor. 



Fontes:
http://www.aromaticasvivas.com/pt/ervas-aromaticas-vivas/stevia.aspx
http://www.breathmd.com/how-to-make-toothpaste.php
http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/bitstream/handle/1884/15458/texto%20da%20tese3.pdf?sequence=3
http://fitopatologia1.blogspot.com.br/2011/12/agua-destilada-e-agua-deionizada.html

2 comentários:

  1. Linda, muito obrigada pela postagem! Não são ingredientes dificeis de achar, vou testar!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...